Prótese Peitoral Masculina

Para falar em próteses peitoral, temos que considerar dois aspectos básicos: o estético e o reparador. Os implantes de silicone para peitoral masculino são indicados para a situação de hipotrofia da musculatura peitoral, na qual não há resposta aos exercícios físicos e concomitante desejo do paciente em aumentá-los, ou nos casos de deformidades congênitas (síndrome de Poland) ou adquiridas que comprometam a musculatura peitoral.

Nos casos de deformidades congênitas, com ausência do peitoral (síndrome de Poland), alterações ósseas do esterno ou costelas, primeiramente devemos esclarecer o diagnóstico e o parecer de outras especialidades ligadas ao tratamento ou correção da estrutura torácica, quando necessário. É o que acontece com os casos de pectus excavatum, pectus carinatum e alguns casos de Síndrome de Poland que apresente alterações ósseas importantes.

As deformidades da parede torácica são denominadas de PECTUS e se traduzem pelo crescimento anormal das cartilagens costais, que empurram o osso externo para fora (CARINATUM) ou para dentro (EXCAVATUM). Estas e outras alterações podem ser decorrentes de Síndromes (Poland, Marfan e Jeune, por exemplo), ou de pós-operatório de ressecção tumoral ou trauma. O PECTUS acomete homens e mulheres e sua provável causa seria a ocorrência de um defeito no centro de crescimento das cartilagens costais durante a fase intra-uterina. Estas deformidades não têm nenhuma relação com a asma, como alguns acreditam. Outro fator a considerar é o hereditário, devido à repetição destes casos em uma mesma família.

 

Por que ELES querem colocar próteses peitorais?

A colocação de prótese peitoral no homem tem o objetivo de aumentar o volume da região, proporcionando uma aparência mais definida e masculina ao tórax. Este procedimento também é indicado para correção de deformidades do tórax de origem congênita, tais como na Síndrome de Poland.

Cicatriz: A prótese pode ser colocada através de uma incisão próxima da axila e ficará situada abaixo do músculo grande peitoral a fim de projetá-lo para frente. Nos casos de pectus a linha da incisão pode variar seu posicionamento no tórax, dependendo das limitações de exigências de cada tipo de deformidade encontrada. A cicatriz resultante é pequena e fica escondida nas axilas, dentro dos pêlos axilares. Quando existe deformidades torácicas complexas associadas existe a possibilidade de cicatriz médio esternal (região central do tórax).

Tipos de prótese: Silicone texturizado de forma oval e em casos com anormalidades mais severas pode ser fabricada sob medida. Em alguns casos o Dr. Fernando Mattioli associa o preenchimento com gordura (lipoenxertia) para melhor definição da região peitoral masculina.

Tipo de anestesia: A anestesia pode ser feita por bloqueio peridural ou geral, ficando a critério da equipe anestésica. É importante salientar que em nenhum caso o paciente fica acordado ou sente qualquer desconforto durante a cirurgia. O Dr. Fernando Mattioli irá encaminhar você após a consulta com ele para um consulta direto com a Equipe de Anestesistas que irá anestesiar você. Além de tirar todas as suas dúvidas pessoalmente com o Anestesista, esta atitude aumenta a segurança da Anestesia. Pois o Anestesista irá conhecer você e te examinar dias antes da Cirurgia Plástica com o Dr. Fernando Mattioli.

Tempo de duração: 1 hora.

Período de internação: 24 horas.

Evolução pós-operatória: A cirurgia normalmente não é dolorosa, tendo apenas nos primeiros dias um leve desconforto. As atividades diárias podem aos poucos serem retomadas. Isso deve ser feito pouco a pouco.

No primeiro mês será necessário a utilização de malha cirúrgica.

Dúvidas frequentes

Após a cirurgia vou sentir dor?

Normalmente a dor quando ocorre é discreta, pois o Dr. Fernando Mattioli receita os analgésicos em horários fixos, mesmo antes de chegar a dor. Nos primeiros dias. E com isso quando a dor aparece, como você já está sob o efeito dos analgésicos prescritos a dor se manifesta com um pequeno incomodo ou mesmo um leve desconforto.

Tenho medo de ter dor ao retirar os pontos. Doem mesmo?

Não. Nesta cirurgia não precisa ser retirados pontos, porque o Dr. Fernando Mattioli utiliza fios de sutura que o organismo absorve e também cola biológica externamente, não havendo necessidade de retirar os pontos que são internos.

Malha cirúrgica tipo colete aderente ao tórax

O seu uso é diário, de maneira contínua, até na hora de dormir, durante 90 dias. A finalidade é de compressão, proteção, controle de edema e melhor aderência da pele ao tórax.

Fornecemos aos nossos pacientes telefones celulares 24 horas por dia no pós operatório e disponibilizamos uma visita a residência do paciente no pós operatório imediato para o conforto dos nossos pacientes. Disponibilizamos incluído nos honorários da Cirurgia Plástica, para todas os nossos pacientes, o uso durante a cirurgia plástica de um compressor vascular intermitente importado dos EUA para a prevenção de trombose, curativos gratuitos em nossas unidades e retorno gratuito no pós operatório por período de 6 meses. Tudo em prol de um assistência integral aos nossos pacientes. Agende uma consulta médica com Dr. Fernando Mattioli e conheça nosso diferencial.

Quer agendar uma consulta com o Dr. Fernando Mattioli?
Clique aqui e agende sua consulta médica.

Quer tirar dúvidas?
Clique aqui e tire suas dúvidas.

 

E-book

Cadastre-se aqui para receber nossos Ebook com mais detalhe sobre sua cirurgia plástica

Unidades do Instituto Mattioli de Cirurgia Plástica